1

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

O bar café Lebowski’s café em Praga, na República Tcheca, não conta com lista de preços. São os próprios clientes que definem quanto querem pagar pelas bebidas, alimentos e outros objetos que estão à venda no estabelecimento, como cartazes de filmes e livros. “Eu não tinha clientes e não conseguia atrair novos clientes. Então, tive essa ideia”, disse o proprietário Ondrej Lebowski, de 42 anos. Agora, segundo ele, o estabelecimento vive cheio. “Os clientes tentam chegar ao preço certo. Alguns dão mais, outros dão menos”, destacou. Será que funciona por aqui?

  • http://www.notasdesabor.com.br Notas de Sabor

    Olá Rafael, não só funciona como essa prática já foi adotada pelo Patuscada aqui em Belo Horizonte! Em algumas quartas-feiras, o restaurante abria um cardápio específico e o cliente pagava o quanto queria. Na ocasião a constatação foi bem interessante. O ticket médio dos preços pagos foi 30% superior que o preço do cardápio!

    Aproveito para deixar a nossa experiência vivida lá no Patuscada: http://www.notasdesabor.com.br/belo-horizonte/patuscada-uma-incognita/