2

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

A cidade de San Francisco, nos EUA, fez o impensável: banir o McLanche Feliz. Para incluir um brinquedo na venda de um McLanche Feliz, estes novos McLanches Infelizes precisam obedecer a uma série de requerimentos nutricionais (PDF). A refeição não pode exceder 600 calorias, A gordura deve representar menos de 35% das calorias, ela deve ter meia xícara de vegetais, lanches de café da manhã devem ter meia xícara de frutas, limites de sódio, exigência de variedade de grãos. Isso se parece com um McLanche Feliz que você já tenha comido? Tudo bem que os brinquedos ultimante tem sido uma porcaria, mas proibir é sacanagem.

  • http://www.twitter.com/luvizotto Luvizotto

    Não acho que proibir é sacanagem. O poder de convencimento da publicidade (incluindo aí as propagandas e os brinquedos oferecidos com o lanche) nas crianças é muito alto e é utilizado de maneira antiética no mundo todo, e essa prática tem que ser contida. Neste caso o McLanche Feliz arrasta para o Mc os pais das crianças as fazer com que as crianças queiram o lanche e fiquem enchendo o saco de seus pais para isso. Em outros tipos de propagandas, utiliza-se a criança para que ela determine os produtos que seu pai vá comprar mesmo que eles nada tenham a ver com a criança (como pode acontecer com propaganda de carros, por exemplo). Existe um documentário que fala sobre isso (http://dementia.pt/documentario-crianca-a-alma-do-negocio/), é um assunto muito sério e acho que essa proibição deve ser um exemplo ainda mais porque nesse caso não só usa-se a criança para atrair clientes para o Mc como também isso pode atrapalhar a nutrição da criança.

  • http://www.cozinhacomsotaque.blogspot.com Moema

    Sacanagem não! Sacanagem é criança comer esse trem! As exigências são o mínimo e deveriam ser aplicadas em todos os alimentos destinados às crianças…
    Adorei o blog, vou linkar no meu! Fiquei pirando nos posts de cerveja, mas já já comento lá mesmo! Abraço!